Arquitetura: estilo industrial

Vigas aparentes, eletrodutos e paredes cinza e tijolinhos à vista dão personalidade ao lar do jovem casal

Por Juliana Duarte | Fotos Alessandro Guimarães | Adaptação web Tayla Carolina

A jovem Mafe, dona deste apartamento, saiu para fazer umas comprinhas e, sem querer, achou o lar que sonhava. “Rafa, seu marido, costuma brincar dizendo que ela sai para comprar feijão e volta com um apartamento”, conta a arquiteta Naya Adam, responsável pelo projeto.

Assim, sem complicações, a história deste imóvel de 90 m² começou a ser construída. O projeto, na visão da profissional, tem uma linguagem industrial, clean e contemporânea. A começar pela sala de jantar, que, ao ser descascada, revelou belos tijolinhos.

“Aplicamos verniz fosco sobre eles para impermeabilizá-los”, diz. A tubulação ficou aparente para reforçar a pegada industrial. O sofá (IBacana) e o tapete (Fio e Sorte) complementam o efeito.

O porcelanato Concreto Cinza, da Portobello, foi escolhido para o piso da cozinha. A bancada é de granito preto São Gabriel, material usado também em toda a parede da pia.

“As demais alvenarias receberam textura que simula concreto”, explica Naya. O ambiente ficou mais amplo depois da reforma, pois a profissional optou por remover a parede que o separava da área de serviço. Ponto para a fluidez!

O cantinho para refeições é especial! Seu pano de fundo é a textura que imita concreto (Suvinil) aplicada nas paredes.

O casal solicitou à Todeschini um banco (1,20 x 0,35 x 0,45 m) contínuo e fixo na alvenaria – a peça é de MDF revestido com laminado, mesmo material usado para compor a mesa. Pendentes de silicone (Etna) são sempre bem-vindos (e aqui não poderia ser diferente!).

 

Para ver mais fotos sobre esse projeto, compre a revista Casa & Construção – Ed. 149