Como camuflar elementos indesejados da casa

Medidas simples prometem resolver esses pequenos problemas preservando ou aprimorando o visual

Por Giulia Esposito | Fotos Divulgação | Adaptação web Tayla Carolina

Pode até parecer empecilho, mas a necessidade de camuflar equipamentos de refrigeração de ar, fios, canos e ambientes ou outros itens de estética duvidosa costuma gerar soluções que acabam por dar um up no décor da sua casa. Por meio de marcenaria, revestimentos ou tecidos, somados a boas ideias, você não vai só solucionar um inconveniente, mas adicionar novas funções para as soluções e melhor aproveitamento dos ambientes.

1. Lavanderia e vão grande entre ambientes

Móveis são opções funcionais para suavizar vãos muito grandes entre ambientes e até espaços de estética indesejada. Neste pequeno apartamento, por exemplo, a cozinha muito exposta incomodava os moradores e precisava de uma solução que não bloqueasse a luz e a circulação de ar.

Por isso, as profissionais do TT Interiores, no lugar do antigo balcão de alvenaria, criaram meia parede de MDF, que funciona como armário de cozinha, com 35 cm de largura, e, sobre ele, uma estrutura vertical que segue até o teto, com 20 cm de largura, repleta de nichos laqueados de tom amarelo.

Com a parte inferior da parede mais extensa, foi possível incluir um sofá maior e mais confortável. Já no projeto criado pelo Bordin & Soares, a arquiteta Gabriela Bordin e a designer de interiores Patricia Soares isolaram a lavanderia, que fica na varanda, com armário de MDF revestido por folhas de madeira, cujas portas de correr vão do piso ao teto. A escolha da estrutura vazada foi para atender a saída de ar quente do aquecedor, que fica no mesmo local.

2. Ar-condicionado

A marcenaria com ripas é uma boa pedida para disfarçar a condensadora. O Two Design desenhou este móvel para essa finalidade com ripas de 2 cm – de uma grande estante de MDF com acabamento de laca azul para a colocação de um modelo multisplit.

No projeto do Bordin & Soares, um móvel de madeira ebanizada e sem fundo, como um bufê, cumpriu a proposta com bastante sofisticação, criando, inclusive, um contraste com a parede de tijolinhos. A peça abriga a condensadora em formato redondo e os equipamentos da TV e tem rodízios embutidos nas quatro pontas para que a retirada dela seja feita quando houver manutenção do ar-condicionado.

3. Janela, cano e dreno

No ambiente que antes era quarto e virou home theater, a arquiteta Marta Calazans precisava vedar a luz e prover uma solução acústica. Para isso, utilizou painéis de espuma especial (Sonex) revestidos por tecido comum em todas as paredes.

A janela, em especial, recebeu um painel com paginação exatamente nas suas medidas e facilmente removível por meio de alças. Assim, a iluminação climatizada e suave é feita com luminárias embutidas na própria marcenaria. Já para atender às solicitações de climatização e de uma ducha no espaço gourmet projetado pelo NOP Arquitetura, os profissionais precisavam de um recurso para esconder essa tubulação.

A solução foi passá-la pelo piso utilizando como acabamento e detalhe charmoso as sobras das pastilhas pretas (5 x 5 cm) utilizadas no frontão da pia. O recorte do piso, que atravessa toda a dimensão do ambiente, foi milimetricamente calculado de acordo com a soma do tamanho da pastilha e do rejuntamento.

 

Para ler todas as dicas, compre a revista Casa & Construção – Ed. 147