Serenidade em dobro

Tons neutros com destaques em azul cobalto, peças nobres e estruturas repletas de funções otimizam e personalizam este sucinto duplex

Por Giulia Esposito | Fotos Fran Parente/Divulgação | Adaptação web Tayla Carolina

Há 10 anos no mesmo endereço, sem intenção nenhuma de se mudar dali, apesar da pequena metragem (48 m²), o morador precisava de uma grande reforma em seu duplex no bairro do Jardins, SP, para modernizá-lo e deixá-lo ainda mais funcional.

Os arquitetos Mauricio Arruda e Laís Delbianco, da Todos Arquitetura, tomaram como ponto de partida uma paleta de cores sóbria para matizar as bases e a marcenaria com acabamento de freijó ebanizado, que preserva o tom masculino e exalta elementos de grande importância.

O material marca presença na imponente estante que compõe o estar, preenchendo uma das paredes, e em todo o mobiliário da cozinha. Já o piso de madeira ipê recebeu vida e claridade com a pintura em epóxi branca. Uma das relíquias do proprietário, o sofá Tonico, móvel clássico do designer Sergio Rodrigues, de madeira maciça e com estofados e roletes em couro, ditou a composição de formas e cores de toda a área social.


A cozinha de estilo americano foi preservada para manter a boa circulação e a fluidez da área social. Acompanhado por uma dupla de banquetas altas, um pequeno balcão com tampo confeccionado em Silestone atende às refeições do morador e estabelece a comunicação entre os ambientes de estar e de preparo de alimentos.

No teto, Mauricio e Lais providenciaram uma estrutura rebaixada de gesso para camuflar a hidráulica do banheiro e todo o projeto luminotécnico, conservando o visual limpo e claro, sem nenhuma fiação aparente.

As paredes seguem no mesmo tom de cinza-chumbo dos demais ambientes, enquanto o clássico lustre de cristal e os azulejos de metrô em estilo retrô, que revestem o frontão da pia, criam um contraste com o perfil moderno do apê.

Na suíte, que fica no piso superior, um painel de caviúna, original dos anos 1960 e restaurado, reveste a parede da cama trazendo volume ao composé e exaltando a cabeceira revestida de tecido em tom azul Cobalto. Um dos guarda-roupas foi emoldurado por estrutura de laca brilhante (Sayerlack) do mesmo tom e recebeu portas espelhadas que trazem amplitude.

 

Para ver mais fotos desse projeto, compre a revista Casa & Construção – Ed. 145