Brinquedos educativos ou lúdicos? Entre os 2, qual escolher?

Brinquedos educativos ou lúdicos? Entre os 2, qual escolher?

Brinquedos educativos ou lúdicos? Quais escolher? Na vida de cada criança há espaço para todos os tipos de brincadeiras, mas, tendo que escolher, o que preferir entre essas duas opções tão variadas? Vamos falar sobre isso. Dar brinquedos às crianças é algo que fazemos durante todo o ano e não apenas no Natal, por isso a escolha fica cada vez mais difícil, já que possuímos tantas opções disponíveis.

Na verdade, a gama de brinquedos no mercado é vasta e acompanhar os gostos das crianças não é nada fácil. Além disso, também queremos dizer que é difícil encontrar um brinquedo novo que as crianças ainda não tenham.

Por alguns anos, no entanto, os pais, talvez motivados pela publicidade massiva ou pelo desejo de dar a seus filhos o melhor em termos de educação e oportunidades, tendem a dar brinquedos educativos ou inteligentes em vez de brinquedos simples, tradicionais e adequados para crianças.

Neste conteúdo, com o auxílio dos especialistas do portal Pedagogia ao Pé da Letra, vamos ajudá-lo a entender sobre quais escolher, brinquedos educativos ou lúdicos. Leia conosco e saiba mais sobre o assunto, vamos lá!

O que são esses brinquedos?

Brinquedos educativos ou lúdicos
O que são esses brinquedos? | Fonte: Pixabay.

Brinquedos educativos, o que são?

Brinquedos educativos são aqueles jogos – diferentes de acordo com seu estágio de desenvolvimento – concebidos e projetados especificamente para estimular as crianças a aprender coisas novas, mesmo as muito pequenas. Em suma, são as ferramentas ideais para estimular habilidades cognitivas, linguísticas, matemáticas, psicomotoras ou emocionais por meio do jogo e da interação.

No mercado e online existem brinquedos educativos de todos os tipos, desde os mais simples e práticos até os mais sofisticados e tecnológicos para serem usados mesmo com dispositivos móveis.

Brinquedos lúdicos, o que são?

Para além dos jogos educativos e inteligentes cada vez mais evoluídos e cativantes, existem também os brinquedos simples e tradicionais que não prometem desenvolver sabe-se lá que capacidades nas crianças, mas simplesmente fazê-las se divertir.

Pensamos em jogos como fantoches, cavalos de balanço, LEGO, brinquedos de madeira, pipas e todos aqueles brinquedos simples que os inspiram a se divertir e explorar o mundo, mesmo que educando de alguma forma, mas não tendo essa como característica principal, mas sim a diversão, sendo todo o resto uma consequência do processo.

Brinquedos educativos ou lúdicos: quais escolher?

Mas afinal, entre brinquedos educativos ou lúdicos, quais escolher? São melhores brinquedos educativos ou lúdicos? Existem de fato os jogos educativos que divertem e os tradicionais brinquedos lúdicos que estimulam a imaginação.

No entanto, diante da disseminação de brinquedos hiper estimulantes que prometem desenvolver as habilidades cognitivas mesmo de crianças muito pequenas, perguntamos espontaneamente: os pais precisam dar esses jogos de presente?

De fato, é muito forte nos pais o desejo de ter filhos que aprendem rapidamente e cedo muitas habilidades que vão precisar no futuro. É por isso que muitas vezes caem em tentação e acabam enchendo a casa de jogos educativos com os quais as crianças brincam por algumas horas e nunca mais os tocam.

Assim, embora reconheçamos o grande valor dos brinquedos educativos, será que talvez não valha a pena dar às crianças alguns brinquedos mais tradicionais? Afinal, além de serem constantemente estimuladas a aprender alguma coisa, as crianças também não precisam de brinquedos apenas para se divertir ou “inventar” a diversão sozinhas?

Pensemos, por exemplo, quantos jogos eles conseguem fazer ou inventar com uma simples bola, quanto movimento conseguem fazer com um triciclo de madeira, quantas risadas na companhia de seus pais inventando histórias com fantoches presos nas mãos.

Brinquedos e relacionamento direto com as crianças

Acima escrevemos “na companhia dos pais”, sem ter escrito por acaso, mas sim porque gostaríamos de refletir sobre o fato de que os jogos mais tradicionais – mesmo que sejam apenas uma pá e um balde – permitem que os pais, avós ou amigos participem ativamente do jogo.

Este aspecto é extremamente importante porque a relação direta com os outros e a interação humana são fatores fundamentais de aprendizagem para as crianças. Antes da brincadeira inteligente ou interativa, as crianças aprendem a partir do contato contínuo e diário com os pais. É por isso que estar e brincar com eles é tão importante.

Antes de comprar um brinquedo

Brinquedos educativos ou lúdicos
Antes de comprar um brinquedo. | Fonte: Pixabay.

Em resumo: brinquedos educativos ou lúdicos? Recomendamos pensar localmente e lembrar quais brinquedos seu filho tem em abundância. Ele ainda precisa de brinquedos para estimulá-lo ainda mais? Ou melhor, jogos que conseguem fazer com que ele se mova, entretenha e crie relacionamentos com os outros? Na hora de escolher, temos em mente que um brinquedo não precisa necessariamente ser “educativo” para que valha a pena comprá-lo. Esperamos ter ajudado você nessa escolha tão difícil entre brinquedos educativos ou lúdicos. Até a próxima!

Deixe um comentário