Home Theater – Guia de compra com as 4 melhores opções!

Home Theater – Guia de compra com as 4 melhores opções!

Home Theater é o principal eletrodoméstico de nossa casa, principalmente se pensamos pelo lado do lazer. Porém, precisamos saber qual é o melhor em relação de custo-benefício antes de comprar. Para isso, é necessário se aprofundar o assunto, entender o que é um Home Theater e como avaliá-los para escolher os melhores. E é exatamente isso que faremos em nosso guia de compras de hoje. Leia conosco!

Por que comprar um sistema de Home Theater?

por que comprar um sistema de home theater
Por que comprar?

O nome “Home Theater” indica claramente do que estamos falando: ou seja, uma série de dispositivos úteis para reproduzir conteúdo de áudio da mais alta qualidade, sentado confortavelmente no sofá em casa.

Em vez de ir ao cinema, o cinema acontece na sala de estar. A primeira ênfase que deve ser feita é que não existe um sistema de Home Theater definido, pois é uma série de ferramentas que compõem esse sistema.

É verdade que é possível comprar sistemas pré-embalados que incluam os diferentes componentes, mas quando falamos do melhor Home Theater nos referimos a um conjunto de ferramentas úteis para atingir o objetivo desejado.

Por que devemos escolher comprar os melhores sistemas de Home Theater? Mesmo considerando que o custo nem sempre é baixo, por que não se contentar aos alto-falantes para PC, alto-falantes para TV ou um par de fones de ouvido sem fio?

A resposta é muito simples: porque estamos falando sobre duas coisas muito diferentes. Todos se referem à reprodução de áudio, é verdade, mas o nível de qualidade, fidelidade e capacidade de envolver e entusiasmar depende apenas da escala em que os melhores Home Theaters estão posicionados. Para isso, precisamos conversar sobre eles e conhecê-los melhor.

A beleza de ficar em casa

Ir ao cinema é uma ótima experiência, mas muitas vezes pode ser mais problemático do que você pensa. A programação do seu filme favorito acabou, o cinema fica longe de casa, não tem estacionamento, na noite que você quer sair chove e talvez você tenha que gastar uma quantia significativa para poder comprar o ingresso.

Então, por que não investir em um bom sistema de Home Theater? Isto lhe permite não só transformar o seu sofá nas poltronas de um cinema, mas também desfrutar de muitos outros conteúdos de uma forma sempre envolvente e emocionante.

Pense em assistir ao jogo do seu time favorito em um nível de áudio que vai soar como se você estivesse sentado no estádio, ou para reproduzir seus títulos favoritos em um contexto tão envolvente que você logo esquecerá que está em sua sala de estar ou quarto, ou se imagine deitado no sofá, apertando um botão e enchendo sua casa (e sua alma) ouvindo sua música favorita. Bem melhor, não é mesmo?

Temos que decidir comprar um dos melhores Home Theater atualmente no mercado. Antes de ver o que são, vamos descobrir como analisá-los para escolher o que melhor se adapta às suas necessidades.

Como escolher o melhor Home Theater?

Home Theater
Como escolher o melhor Home Theater?

Vamos agora direto ao cerne da questão: o que avaliar para encontrar o melhor Home Theater? Para uma análise correta e completa teremos que levar em consideração:

  • Tipo de componente;
  • Número de caixas;
  • Potência;
  • Conectividade;
  • Posicionamento.

Graças a esses cinco aspectos, teremos a oportunidade de compreender o potencial dos sistemas de Home Theater e de criar (ou comprar) um adequado para sua casa e suas necessidades.

O tipo de componentes de um Home Theater

Já o dissemos e repetimos: quando falamos do melhor Home Theater nos referimos a uma série de componentes ligados entre si. Os Home Theaters, por si só, cuidam da difusão do áudio, mas também é necessário ter uma televisão (ou projetor) adequado para manter uma qualidade igual à do Home Theater.

Cada componente pode funcionar de forma independente (a TV mesmo sem alto-falantes e os alto-falantes mesmo sem TV), mas pra aproveitar as vantagens de ter um Home Theater é fundamental que cada dispositivo seja compatível junto aos demais e funcione corretamente junto a eles. Entre os componentes fundamentais de cada Home Theater, encontramos:

  • Receptor;
  • Difusores;
  • Subwoofer.

O receptor é um pouco como o coração e o cérebro do Home Theater: ele tem a função de receber o sinal (de qualquer fonte) e distribuí-lo pros diversos alto-falantes.

Os alto-falantes, como veremos em breve, podem ser de diferentes números e tipos e lidar com a reprodução real de alguns tipos de sons. Entre os alto-falantes há um pouco mais particular (e muito querido pelos fãs do assunto) do que os outros e é o subwoofer.

Simplificando, é a caixa acústica que reproduz os sons “graves”, potentes que dão cor e textura a qualquer tipo de conteúdo reproduzido.

O número de caixas

Na leitura das fichas técnicas do Home Theater, sempre é indicado o número de alto-falantes. Geralmente é indicado que possua dígitos como 5.1, 7.1, 9.1 e o primeiro dígito indica o número real de alto-falantes, enquanto o segundo dígito indica a presença do subwoofer.

Dependendo do número de alto-falantes, você terá um efeito sonoro diferente (Dolby Surround, Dolby Digital, etc.). A quantidade desses componentes não diz respeito apenas à potência, mas também ao tipo de som que eles são responsáveis por reproduzir.

Por isso são colocados frontalmente e atrás do espectador, pra obter o efeito envolvente típico dos cinemas. Além disso, os alto-falantes do Home Theater podem estar no chão ou na prateleira e variam de acordo ao seu tamanho e posicionamento.

A potência do aparelho

a potência do home theater

Com o poder dos componentes tecnológicos, é bom ter muito cuidado para não se confundir junto as várias siglas e unidades de medida. Para este tipo de dispositivo, o medidor de referência é o watt que é indicado com duas unidades de medida diferentes: o RMS e o PMPO.

A abreviatura RMS indica os watts máximos que aquele componente pode reproduzir, após os quais o som é distorcido. A sigla PMPO, por outro lado, nos referimos aos watts máximos suportados e que se forem excedidos correm o risco de danificar o dispositivo.

Conectividade

A presença de cabos não é apenas uma questão estética do Home Theater. Certamente é um elemento a ser levado em consideração, mas não o único. Os cabos, na verdade, ao contrário das conexões sem fio garantem maior qualidade e estabilidade. À custa, é preciso dizer, é o conforto.

Os componentes sem fio podem ser colocados (e casados) em qualquer lugar e sem muito esforço. Por isso é muito importante avaliar cuidadosamente este aspecto e escolher o sistema de Home Theater também de acordo a essa escolha.

O posicionamento do aparelho

Pelo que acabamos de dizer, é fácil entender como o posicionamento dos componentes também é fundamental para se obter um resultado positivo. Muito, portanto, depende também do espaço disponível na sala em que o sistema será inserido.

Normalmente, o maior alto-falante (o subwoofer, mas também a barra de som) é posicionado frontalmente, sob a TV. Em vez disso, dois alto-falantes são posicionados nas laterais da tela e os outros, de forma equilibrada, atrás do espectador.

Os alto-falantes traseiros devem ser colocados paralelamente aos frontais. O resultado será um perímetro dentro do qual se sentar e ser envolvido por som e uma experiência sensorial envolvente do Home Theater.

Os 4 melhores modelos de Home Theater

Sony HT-RT3

sony ht rt3
Sony HT-RT3

Com o Sony HT-RT3 temos um Home Theater 5.1 muito atraente até pelo preço muito competitivo. Do ponto de vista técnico, este sistema garante uma reprodução de áudio muito potente (potência de 600W) e balanceada, custando R$2.789,00 nas Casas Bahia.

Há tecnologia ClearAudio +, um amplificador digital S-Master e conectividade USB e NFC e Bluetooth. Simples de configurar e com um design muito agradável e linear, o Home Theater Sony HT-RT3 é a escolha ideal para quem não quer gastar muito, mas tem um sistema confiável que possua excelente potencial.

LG LHB625 3D 5.1

Home Theater
LG LHB625 3D 5.1

LG LHB625 3D 5.1 é um Home Theater que garante uma relação qualidade-preço realmente interessante e vantajosa. É um sistema muito versátil também graças ao suporte de conectividade USB e Ethernet e Bluetooth, saindo pelo preço de R$1.044,05 nas Casas Bahia.

Também possui um reprodutor Full HD Blu Ray, é compatível com conteúdo 3D e permite reproduzir áudio com qualidade Dolby Digital Plus, Dolby TrueHD e Dolby Pro Logic. A potência é de 10000 W distribuídos em seis alto-falantes (5 alto-falantes e um subwoofer).

Sony BDVE-4.100

sony bdve 4.100
Sony BDVE 4.100

Se falamos sobre o topo de linha, o Sony BDVE-4.100 é um dos melhores home theater para se referir, custando R$4.750,00 no Submarino. Estamos a falar de um sistema 5.1 com uma potência máxima de 1200W que inclui um sintonizador de rádio (FM e AM), um leitor Blu-Ray 3D FullHD, conectividade Bluetooth (com simplificação One Touch NFC), ethernet e USB.

De referir a possibilidade de utilizar o smartphone como telecomando e a presença de um microfone integrado que permite equilibrar automaticamente o áudio com base na acústica do ambiente. O som é nítido e de qualidade, em parte graças à tecnologia ClearAudio + e ao amplificador digital S-Master.

JBL Home Cinema 510

Home Theater
JBL Home Cinema 510

Uma solução compacta (também e, sobretudo, do ponto de vista dimensional) é o JBL Home Cinema 510. Trata-se de um Home Theater que se destaca dos demais pela capacidade de reproduzir um áudio cristalino com um efeito surround muito agradável.

O baixo também é de grande consistência com um reflexo de áudio de 60W muito convincente. O Cinema 510 JBL é excelente para qualquer tipo de solução, mesmo para um design extremamente elegante e bonito para qualquer tipo de mobiliário. Até a próxima!

Deixe um comentário